APCEP - Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente
Untitled Document
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
  • apcep.pt
 
A Associação Europeia para a Educação de Adultos reage à recente publicação da versão revista da Agenda Europeia para as Competências
 
A AGENDA EUROPEIA PARA AS COMPETÊNCIAS É UM GRANDE PASSO EM FRENTE PARA A EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM DOS ADULTOS
 
A Agenda Europeia para as competências, cuja versão revista foi recentemente publicada https://ec.europa.eu/social/main.jsp?catId=1223  leva a educação e aprendizagem dos adultos a dar um passo em frente. Enquanto os Percursos de Requalificação (Upskilling Pathways) tenham sido importantes para promover as competências básicas e a validação das aprendizagens não-formais e informais, esta Agenda vem reforçar a educação e aprendizagem não-formal dos adultos, ao afirmar que “dará prioridade a uma educação não-formal, vasta como a vida, intergeracional, intercultural e comunitária” e ao promover as competências para a vida como pilar chave da educação e aprendizagem dos adultos.

INDICADORES AMBICIOSOS AO LONGO DA IMPLEMENTAÇÃO

A EAEA vê com muito agrado que a Comunicação também refere grupos não activos (ou já não activos) no mercado de trabalho, especialmente cidadãos seniores, ao estabelecer indicadores ambiciosos para a educação de adultos durante toda a sua implementação. Isto torna-se especialmente relevante no que se refere às metas em competências informáticas: a Comissão Europeia quer que, até 2025, 70% dos adultos na Europa, entre 16 e 74 anos, possuam, pelo menos, competências informáticas básicas.

NOVAS PRIORIDADES NA AGENDA EUROPEIA PARA A EDUCAÇÃO DE ADULTOS

Nesta Comunicação, a Comissão anuncia a sua intenção de trabalhar com os Estados-Membros na definição de novas prioridades para a Agenda Europeia de Educação de Adultos; contudo, não dá indicações claras sobre como e quando essas novas prioridades serão introduzidas. A prossecução da Agenda Europeia para a Educação de Adultos é essencial para se atingirem as finalidades estabelecidas na Agenda das Competências e também para assegurar a prossecução do Objectivo Global de Desenvolvimento Sustentável que visa garantir uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e promover oportunidades de educação permanente para todos.

AS COMPETÊBNCIAS DE VIDA CONSTITUEM UMA ACÇÃO SEPARADA E DE TOPO

A EAEA constata, com particular agrado, que as competências de vida passam a constituir uma acção separada e de primeira linha (Acção 8) na Agenda das Competências. Esta Agenda reconhece o papel fulcral das competências de vida para o fortalecimento de uma Europa sustentável, socialmente equitativa e resiliente. A EAEA tem vindo a evidenciar, ao longo dos anos, a importâncias das competências de vida para o desenvolvimento pessoal e comunitário, em especial com o seu “Manifesto para a Educação de Adultos no Século XXI”, mas também com os contributos que deu para a criação do Quadro Europeu das Competências de Vida (European LifEComp Framework) através dos conhecimentos específicos adquiridos no projecto europeu “Life Skills for Europe”.

PROPOSTA DE CONTAS INDIVIDUAIS DE EDUCAÇÃO-FORMAÇÃO COMO INSTRUMENTO CENTRAL DE FINANCIAMENTO

A Agenda das Competências sugere que se explore as Contas Individuais de Educação-Formação como instrumentos de financiamento para a educação e aprendizagem dos adultos; porém, embora a EAEA acredite que elas podem ser um instrumento central de financiamento, deve reconhecer-se que têm as suas limitações, ao centrarem-se fortemente no lado da procura de educação de adultos. Ora, os instrumentos financeiros devem apoiar, não apenas o lado da procura, mas ainda e sobretudo o lado da oferta de acções de educação-formação, a fim de fazer aumentar os níveis de participação em educação e aprendizagem dos adultos.

AS PRINCIPAIS PRETENSÕES DA EAEA

A Associação Europeia para a Educação de Adultos ficará feliz em poder apoiar a Comissão Europeia, sempre que possível, no desenvolvimento das acções chave propostas na Agenda das Competências, mas não deixa de considerar a Comissão Europeia como responsável pela sua implementação. A EAEA pressiona a Comissão Europeia a apresentar, tão cedo quanto possível, os seus planos para a prossecução da Agenda Europeia para a Educação de Adultos, para que esta se possa integrar na Área Europeia de Educação. Em segundo lugar, a EAEA apela à Comissão para que garanta um financiamento apropriado à educação e aprendizagem dos adultos, apoiando o lado da oferta na organização de actividades. Finalmente, a EAEA apela aos Estados-Membros para que trabalhem com as entidades organizadoras de acções de educação-formação e com a sociedade civil, no campo da educação de adultos não-formal, a fim de adoptarem estratégias de educação e aprendizagem de adultos capazes de implementar plenamente a Agenda das Competências.

European Association for the Education of Adults, 13.07.2020  
 
 
 



Untitled Document
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 
 
 
Untitled Document

© 2016 Copyright - Todos os direitos reservados à Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente | Webmaster: David Albino